Crónicas de uma Leitora: NYPD RED, de James Patterson [Opinião]

terça-feira, 29 de outubro de 2013

NYPD RED, de James Patterson [Opinião]





Para mais informações acerca do livro clique AQUI


Sinopse:

Existem 35 mil polícias em Nova Iorque. Apenas 75 pertencem à unidade especial que protege os mais ricos e poderosos

A NYPD Red é uma unidade especial da polícia de Nova Iorque, encarregada de proteger os interesses dos cidadãos mais ricos e poderosos de Manhattan.

Quando um produtor de cinema mundialmente famoso é envenenado no primeiro dia de um festival de cinema de Nova Iorque, a unidade NYPD Red é a primeira a ser chamada. A este crime hão de seguir-se o assassínio de um ator no local de filmagens e a explosão de um cocktail molotov durante um dos eventos do festival. O detetive Zach Jordan e a sua nova parceira e ex-namorada, a detetive Kylie MacDonald, são destacados para o caso. O assassino planeou cada homicídio e cada fuga até ao último pormenor, como se do guião de um filme se tratasse. E concebeu um final explosivo que irá arrasar Nova Iorque e Hollywood. Mais um policial explosivo!





Perdoem-me os fãs, possivelmente irei ser crucificada pelo que vou dizer, mas durante todo o livro só conseguia pensar: « - Caramba, o James Patterson é a Janet Evanovich na versão masculina, ou a Janet Evanovich é o James Patterson na versão feminina!» e a partir daí poucos dos meus pensamentos pouco faziam sentido.

Existem certas similaridades na obra de ambos, a escrita é bastante fluída e de fácil leitura, os capítulos são curtos e de uma visibilidade notável. James Patterson consegue manter uma trama mais séria, mais real e adequada ao dia a dia sem constantes episódios hilariantes e que sabemos que apenas ocorrem na mente de quem os escreve. No entanto vou-me centrar na obra deste autor.

Com exceção do recente livro: Confissões de Uma Suspeita de Assassínio, já há muitos anos que não lia nada do autor e, ao ler esse livro e o presente, quase que acredito estar a ler diferentes autores. Inclusive há muitos anos atrás li alguns livros deste autor da série Alex Cross e posso sem sombra de dúvida que o autor é um autêntico camaleão. Para quem aprecie romances, daqueles de nos levar às lágrimas, leia por favor Diário de Uma Mãe. Aqui somos confrontados com outro tipo de escrita totalmente distinto dos acima referidos.

Assim sendo, qualquer obra de James Patterson acaba por se revelar uma autêntica caixinha de surpresas uma vez que o autor prima pela originalidade, bem como pelas diversas facetas de camaleão literário.

Relativamente NYPD RED este é um daqueles livros que se fosse idealizado para o cinema poderíamos contar com magníficos efeitos especiais e uma velocidade vertiginosa no desenrolar de toda a trama. Não existem pontos mortos ou cenas dispensáveis. O mundo do cinema é apresentado de forma sarcástica e caricata, no entanto achei o final demasiado abrupto podendo ter sido melhor explorados os porquês do assassino. Algumas cenas macabras envolvendo pés (quem leu o livro sabe do que falo), poderiam ter sido melhor exploradas, quem sabe, de forma um pouco mais perversa e rebuscada.

O mau tempo chegou, seremos acompanhados por dias e dias cinzentos de chuva e frio... este é um livro ótimo para se ter à mão numa daquelas tardes de sábado em que nos enroscamos no sofá, com a mantinha quentinha que nos deram no Natal passado, uma bela tablete de chocolate ou algo similar e teremos uma excelente tarde na companhia de Zach e Kylie!!!

Espero os restantes Topseller e os meus parabéns pela diversidade de obras por vós editadas!

Sem comentários:

Enviar um comentário