Crónicas de uma Leitora: Envolvida de Sylvia Day [Opinião]

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Envolvida de Sylvia Day [Opinião]

Sinopse:
Desde que vi o Gideon pela primeira vez, percebi que ele tinha algo de que eu precisava, algo a que eu não conseguia resistir. Percebi-lhe também uma alma perigosa e atormentada – tal como a minha. Envolvi-me. Eu precisava dele tanto como precisava que o meu coração batesse. 

Ninguém sabe o quanto ele arriscou por mim e o quanto eu fui ameaçada; ninguém imagina quão negra e desesperada se tornou a sombra dos nossos passados. Entrelaçados nos nossos segredos, tentamos desafiar o destino. Definimos as nossas próprias regras e rendemo-nos completamente ao intenso poder da obsessão


Confesso que não saberia o que esperar deste livro, pois apesar de ter gostado do primeiro, o segundo até que foi mais ou menos, este eu não saberia de todo o que esperar.
Envolvida começa exactamente onde Refletida termina, e onde Eve ja começa a perceber melhor as atitudes de Gideon e que por isso mesmo começa a sentir-se melhor com ela própria.

Como seria de esperar, o erotismo e as cenas de sexo estão sempre presentes e constantemente. No entanto o que muda neste terceiro livro, é a parte da história. Vejamos que nos anterior apesar daquele desejo todo e do sentimento de possessão que estava presente ainda havia uma parte de história, para compreendermos como seria tanto Eve como Gideon no passado e como ´se comportam no presente. Ultrapassando de certa forma nos livros anteriores, seria de esperar que neste novo livro surgisse algo de novo, mas não, a formula mantém-se desenvolvendo mais um pouco dos traumas das personagens em vez de se centrar mais na relação amorosa que ambos deveriam estar a partilhar.
Pronto, está bem, Gideon as vezes sai-se com umas frases mais conquistadoras, mas parecem frases feitas!

"Meu anjo, uma multidão de milhares não consegue esconder-te de mim. Eu encontrei-te uma vez. Eu irei encontrar-te sempre" (traduzido livremente)

Sim, nota-se principalmente em Eve um pouco mais de confiança entre ambos. Mas a relação aparenta ser mesmo só sexo, visto que a autora não apresenta qualquer banalidade que seria de esperar num casal. E a medida que avança no livro "vê-los" falar de amor e não ter essa sensação transmitida é algo realmente estranho.

Este foi claramente um livro fraco em relação aos anteriores e que acho que não acrescenta em nada a história, a não ser mesmo o seu final que apesar tudo me pareceu muito forçado e repentino, pois tanto chateados como já se apresentam a publico e não digo mais nada.
Outras coisas que parecem que foram deixadas para segundo plano como Megumi e Nathan deixaram-me um quanto ou tanto curiosa mas não tanto para continuar a ler.

Sem comentários:

Enviar um comentário