Crónicas de uma Leitora: O Barão, de Sveva Casati Modignani [Opinião]

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

O Barão, de Sveva Casati Modignani [Opinião]



Sinopse
Bruno Brian di Monreale, o Barão, como é conhecido, é o último descendente de uma antiga e nobre família siciliana. Bruno cresce na Califórnia, com um pai severo e distante e uma mãe dividida entre um casamento precipitado, onde não existe amor, e uma paixão deixada na sua Sicília longínqua.
No entanto, são as raízes sicilianas que levam Bruno a regressar à sua ilha natal, ao seu avô, um velho aristocrata, e a Calò, o padrinho sempre presente. Serão estas duas figuras que lhe irão transmitir o saber ancestral das velhas famílias aristocráticas, da sua ética e código de justiça.
Bruno di Monreale envolve-se nos negócios do petróleo e das grandes multinacionais, tornando-se num homem poderoso e fascinante. Os amores inconsequentes e os casos fortuitos sucedem-se na sua vida glamorosa mas dominada pela insatisfação, até que se cruza com Karin, uma mulher reservada e misteriosa. Karin revelar-se-á o desafio por que Bruno ansiava e que lhe irá trazer o equilíbrio há tanto desejado.

Em O Barão, um dos primeiros romances da autora, Sveva Casati Modignani revela-nos os meandros de uma sociedade em que os velhos paradigmas sociais entram em confronto com uma classe disposta a tudo para ascender ao poder, criando um mosaico de personagens vibrantes. 

"O Barão", publicado originalmente em 1982, chega agora a Portugal com a inegável qualidade da Porto Editora. Esta é a minha estreia com Sveva Casati Modignani e não poderia ter conhecido a autora de melhor forma. Tendo em nascido em 1980 confesso que me sinto irremiavelmente atraída para livros que retratem o mundo nessa época. Talvez um pouco tendenciosa a minha opinião é que essa é a década mais interessante e rica do sec. XX e foi com fascínio que li este livro.

Numa escrita rica e densa a autora apresenta-nos várias personagens de proveniências tão diferentes e que acabam por se entrelaçar numa teia de romance, intriga politica, espionagem e tráfico de influência. A cada personagem introduzida a autora transporta-nos ao seu passado e assim conseguimos saber as suas estórias, motivações e desejos. Com descrições ao minimo detalhe conseguimos visualizar de forma bastante apurada os acontecimentos do livro.

Gostei das várias estórias inseridas na trama particularmente de Annalisa e o seu trágico fim e também os dissabores que Karin sofreu ao longo da sua vida. Bruno, "O Barão", é um homem interessante, extremamente poderoso com um percurso  de vida notável, com contactos espalhados pelo mundo demonstrando uma influência em várias áreas. Porém a vida nem sempre lhe foi fácil e ultrapassou desde tenra idade vários episódios traumático que o ajudaram a amadurecer bastante cedo.

Apesar de ter ficado fascinada com a escrita forte de Sveva Casati Modignani devo confessar contudo que não é uma leitura fácil. Cheia de pequenos pormenores cada linha é determinante para a história e temos de ter atenção redobrada para podermos assimilar tudo mas em boa verdade vale bem a pena.

É um livro que recomendo a fãs e a iniciantes da autora e principalmente a quem gosta de intrigas e romances.

Sem comentários:

Enviar um comentário