Crónicas de uma Leitora: Na Sombra do Perigo de WARD, de J. R.[Opinião]

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Na Sombra do Perigo de WARD, de J. R.[Opinião]





Sinopse:

Payne, irmã gémea de Vishous, em muito se assemelha ao irmão. Lutadora por natureza e rebelde no que diz respeito ao papel tradicional das fêmeas Escolhidas, o Outro Lado não é lugar para ela... e a frente de batalha da guerra também não. Quando fica paralisada na sequência de uma lesão em combate, um cirurgião humano, o doutor Manuel Manello, é chamado para a curar de um modo que só ele é capaz - e em breve se vê arrastado para o mundo secreto e perigoso da fêmea. Embora nunca tivesse acreditado que a noite encerra coisas estranhas - como vampiros - dá consigo mais do que pronto a deixar-se seduzir por aquela fêmea poderosa que o marca de corpo e alma. O mundo humano e vampiro chocam à medida que os dois amantes se veem ligados por muito mais do que uma simples atração erótica... e Payne é surpreendida por uma vingança com séculos que coloca em risco a sua vida e o seu amor.


Opinião Cláudia Lé:

A minha melhor amiga Sandra tem dito vezes sem conta, que quando esta série finalmente terminar inicia novamente a leitura da mesma do nº 1 até ao sabe-se lá que número, pois de certo irá saber-lhe ainda melhor do que estar meses angustiada à espera da próxima edição! Os primeiros três livros tenho a noção que os li de seguida, uma vez que já se encontravam editados, mas desde essa altura que tenho lido os livros com meses de intervalo e agora, no espaço de uma semana ler os dois seguidos, deu realmente para compreender que nos é muito mais fácil continuar a seguir a trama de uma forma mais lúcida.

Com o decorrer da leitura dos livros desta saga, temos vindo a ser confrontados com um sem número de personagens, tal como uma árvore genealógica, iniciada com um casal, seus ramos multiplicam-se pela descendência aumentando com o decorrer das gerações e é exatamente isso que encontramos nestes livros. Um emaranhado de personagens, com interligações uns com os outros que nada fariam supor no início da leitura. Neste momento e após término da leitura do presente livro, desconfio por exemplo que mais para a frente, talvez haja um livro dedicado ao polícia Del a Cruz bem como ao seu colega. A meu ver, cada personagem com mais de 1.80 acabará sempre que terá ascendentes vampíricos…

Encontramos em Payne caraterísticas de Marissa, bem como de Xhex, uma vez que embora esta fêmea tenha vivido no Outro Lado o seu espírito contraria por completo o que se esperaria de uma Escolhida Tradicional. De tradicional Payne nada tem, basta termos em atenção que é a gémea de Vishous, filha da Deusa Escrivã e de um Derramador de Sangue. O irmão desconhecia por completo a sua existência, bem como o papel fulcral que esta teve no seu passado. Payne foi durante muito tempo o «anjo da guarda» do irmão, apesar deste nunca se ter apercebido da sua existência. No decorrer das revelações somos confrontados pelas escolhas feitas pela Deusa Escrivã, sendo impossível sentirmos qualquer empatia por esta, no entanto, e uma vez que a autora é famosa pelas suas reviravoltas, acabei por tentar não fazer juízos de valor pois acredito que ainda haveremos de ser surpreendidas.

Neste livro encontramos mais duas sub-tramas distintas, nomeadamente a investigação de um serial killer, que a meu ver poderia estar muito mais bem explorada e o surgimento de um novo grupo de Irmãos com passados para além do tenebroso! Assim sendo, esta é uma daquelas autoras que bem poderá continuar a escrever a saga até à velhice, nós fãs iremos agradecer de forma muito efusiva, bem como à Leya – Casa das Letras pela publicação da mesma que ao contrário de algumas editoras, não pensar sequer em deixar de a publicar, certo? Mas gostaria também de sugerir, e estou certa que as fãs concordam e agradecem, a espaçar menos as publicações... a ansiedade é muita entre a publicação dos livros e um MUITO OBRIGADA por nos proporcionar leituras tão INTENSAS!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário