Crónicas de uma Leitora: Na Sombra do destino, de J. R. Ward [Opinião]

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Na Sombra do destino, de J. R. Ward [Opinião]


Para mais informações acerca deste livro, clique Aqui



Sinopse:

Os romances da Irmandade da Adaga Negra, de J. R. Ward, apresentaram aos leitores um mundo diferente, criativo, obscuro, violento e completamente incrível. Enquanto os guerreiros vampiros defendem a raça dos seus assassinos, a lealdade de um macho para com a Irmandade será posta à prova - e a sua perigosa natureza será revelada. John Matthew percorreu um longo caminho desde que o encontraram a viver com os humanos, desconhecendo, por completo, a sua natureza vampírica. Quando foi resgatado pela Irmandade, ninguém podia imaginar qual era a sua história ou a sua verdadeira identidade. Na realidade, Darius, o Irmão caído, retornou, mas com um rosto diferente e um destino completamente marcado. Quando uma violenta vingança pessoal arrasta John até ao coração da guerra, ele terá de contar não só consigo próprio mas também com quem ele foi antes. Só assim poderá enfrentar e erradicar o mal encarnado. Xhex, uma assassina symphath, há muito que lutava contra a atração que sentia por John Matthew. Já tendo perdido um amante para a loucura, ela não permitirá que nenhum outro homem que ame fique preso na escuridão da sua vida perversa. Contudo, ambos descobrem que o amor, tal como o destino, é inevitável para as almas gémeas.



Opinião de Claudia Lé:

Desde o primeiro livro desta saga que fiquei totalmente rendida o que muito me surpreendeu, uma vez que após a leitura da saga do Crepúsculo, nunca mais me havia sentido tentada em ler livros de vampiros. Talvez um pouco devido à explosão de novos autores que abraçaram o tema dos vampiros sob as mais diversas formas, feitios ou perspectivas no entanto, um dia fiz o que já percebi que não devo fazer… li o primeiro capítulo disponibilizado on line… claro está, nesse mesmo dia trouxe o primeiro volume do Continente.

Até à data gostei de todos os livros embora uns sejam muito melhores que outros e o anterior a este – Na Sombra da Vingança – ao qual eu tinha expetativas bastante elevadas e acabou por não se concretizar. Talvez por isso, o livro atual acabou por passar tanto tempo na estante no entanto… foi lido num ápice.

Finalmente o conflito entre Irmandade e Minguantes reanimou na forma de Lash, Ómega acabou por aparecer embora continuando a ser umas das personagens mais secundárias e menos visíveis, muito diferente dos primeiros livros. Lash revela ser tão ou mais mauzinho do que nós imaginámos, o rapto de Xhex poderia ser mais bem descrito bem como o período de reclusão desta mas aqui é o meu espírito mais sanguinolento a falar. A angústia descrita por John Matthew é arrepiante e bastante visível mas o que gostei especialmente foram os constantes flashbacks que contêm cenas da vida dos irmãos Thorment e Darius.

Ao contrário dos livros iniciais que focavam possivelmente 80% da trama nas duas personagens principais, este e mesmo os últimos, vão alargando o leque aos restantes irmãos. No caso deste livro, somos confrontados com a relação (ou falta dela) entre Blay e Qhuin e as constantes reticências que povoam estas duas personagens. Com estas duas personagens recordei o que se havia passado entre Vishous e Butch e o tipo de ligação que ambos mantinham antes de acasalarem.

J. R. Ward mantém o seu típico estilo de escrita, completamente fluído, envolvente e bastante erótico. As cenas descritas entre os amantes são explícitas embora não em excesso como já aconteceu em livros anteriores. Apesar de gostar, e esta é a minha opinião, acho que o mais interessante desta saga não é o que se passa no «quarto» mas sim o passado dos irmãos e a luta constante entre a Sociaedade dos Minguantes e a irmandada da Adaga negra.

As personagens multiplicam-se ao longo dos livros mas neste livro nota-se realmente uma continuidade entre este livro e o próximo, uma vez que temos conhecimento à partida que certas personagens que surgem no decorrer do livro, irão fazer parte do próximo.

Para os fãs da autora aconselho sem reservas, é de fato um dos melhores livros da saga e uma autora para seguir de forma indeterminada!

3 comentários:

  1. Eu sou seguidora assídua da J.R. Ward e viciada na Irmandade da Adaga Negra e na saga dos Anjos Caídos. Este mulher é, realmente, um fenómeno!!
    Só tenho pena que demorem tanto a publicar os livros dela por cá, tendo em conta que são sempre sucessos de venda...

    ResponderEliminar
  2. Concordo completamente consigo Niatara, na próxima opinião que sairá para a próxima semana farei referência a isso... talvez a editora se apresse ;-)

    ResponderEliminar
  3. é que um fã sofre enquanto espera que o próximo saia :p
    mas também temos de compreender o ponto da editora que deve ter imenso trabalho em cima. o que vale é que quando os livros saem, aquilo que lemos compensa a espera em 100% :)

    ResponderEliminar