Crónicas de uma Leitora: Lady Sophie's Christimas Wish de Grace Burrowes [Opinião]

domingo, 4 de agosto de 2013

Lady Sophie's Christimas Wish de Grace Burrowes [Opinião]

Lady Sophie's Christmas Wish (Windham, #4) (The Duke's Daughters, #1)

Sinopse:
ALL SHE WANTS IS PEACE AND ANONYMITY...

Lady Sophie Windham has maneuvered a few days to herself at the ducal mansion in London before she must join her family for Christmas in Kent. Suddenly trapped by a London snowstorm, she finds herself with an abandoned baby and only the assistance of a kind, handsome stranger standing between her and complete disaster.

BUT SOPHIE'S HOLIDAY IS ABOUT TO HEAT UP...

With his estate in ruins, Vim Charpentier sees little to feel festive about this Christmas. His growing attraction for Sophie Windham is the only thing that warms his spirits--but when Sophie's brothers whisk her away, Vim's most painful holiday memories are reawakened.
It seems Sophie's been keeping secrets, and now it will take much more than a mistletoe kiss to make her deepest wishes come true...

Opinião por Mafi:

Existem as grandes rainhas do romance histórico como Julia Quinn, Lisa Kleypas, Emma Wildes, bem conhecidas em Portugal, na Europa e no Mundo. E depois existe um inúmero leque de tantas outras, não diria de segunda categoria, mas sem dúvida desconhecidas do grande publico e com apenas uma casa editorial. Umas talvez mereceriam maior destaque em outros países outras talvez não.

Grace Burrowes insere-se assim na segunda opção, pela amostra que tive com este livro. Praticamente desconhecida dos portugueses (eu própria nunca tinha ouvido falar desta autora) este livro não me encantou.

Lady Sophie's Christmas Wish é o 1º volume de uma série e consequentemente o 4º de outra. Ora mea culpa se comecei por este volume mas habitualmente este tipo de romance, quando faz parte de uma série lê-se bem individualmente. Não sei se foi de mim ou do próprio livro mas houve grandes partes em que andei "a apanhar moscas do ar" que é como quem diz a tentar perceber quem era quem. Aliado ao pouco interesse em que o livro me foi despertando a verdade é que este livro não me disse nada, como apaixonada de romances históricos e foi um dos livros mais fraquinhos que li até, dentro deste género. 

Tendo ainda um número considerável de páginas (quase 400) o enredo que apresenta não aguenta a densidade deste número. O livro até nem começa mal: temos dois estranhos que encontram um bebé abandonado numa fria noite de Dezembro e logo no início previsivelmente já antevemos que Sophie e Vim ficarão juntos. Gostei dos momentos do cuidado do bebé foram engraçados ver a segurança de Vim e o pânico de Sophie, pois normalmente costuma ser o contrário. Claro que teria de haver algo que proibisse o romance entre os dois e ficamos a saber que Vim esconde um grande segredo. Quando este finalmente é descoberto, ri-me pois é idiota e sem razão para ter tanto alarido por trás dele.

Não sei bem mais o que dizer deste livro, não senti empatia com a história, nem com as personagens, nem com a escrita. Tendo já lido imensos romances histórico é impossível não fazer comparações entre autoras e livros deste género e a conclusão a que chego é que Grace Burrowes ainda se encontra num patamar inferior. Eventualmente irei ler os demais livros que tenho da autora cá em casa, mas presumo que será quando encontrar algo pior que isto. 




Sem comentários:

Enviar um comentário