Crónicas de uma Leitora: Anna e o beijo francês de Sthephanie Perkins [Opinião]

sábado, 20 de julho de 2013

Anna e o beijo francês de Sthephanie Perkins [Opinião]

 
 Para mais informações sobre o livro Anna e o Beijo Francês, clique aqui

Sinopse:

Anna Oliphant tem grandes planos para o seu último ano em Atlanta: sair com a melhor amiga, Bridgette, e namoriscar com um colega no cinema onde trabalha. Por conseguinte, não fica muito contente quando o pai a envia para um colégio interno em Paris. As coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um rapaz deslumbrante - que tem namorada. Ele e Anna tornam-se grandes amigos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Irá Anna conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?

Opinião por Vera Carregueira:

Um dia, foi tudo o que precisei para ler Anna e o Beijo Francês e confesso queria mais! Este livro está tão bem escrito que poderia ver a acção a desenrolar-se diante dos meus olhos.
Anna é uma adolescente com sonhos e aspirações como todas as outras, quer estudar cinema para ser uma famosa critica reconhecida no meio, aprofundar a sua relação com Toph o rapaz giro com quem trabalha e aproveitar o tempo livre para curtir a vida com a sua melhor amiga Bridgette. Porém os planos que o pai tem para ela são completamente diferentes enviando-a para Paris para estudar num colégio interno exclusivo (com apenas 100 alunos). É assim que numa cidade estranha onde se fala uma lingua que ela desconhece e com costumes por desvendar que Anna conclui o liceu, faz novos amigos e é protagonista de momentos de verdadeira amizade, dor, drama, amor e muita diversão.

A história contada no presente pela protagonista fala-nos do dia-a-dia da jovem, descreve as suas amizades não se focando unicamente no romance, os amigos que faz naquela escola vão ser determinantes para o desenvolvimento da acção e têm um papel relevante nos acontecimentos. Um dos seus amigos é St. Clair, um rapaz que independentemente da sua baixa estatura erradia simpatia, amizade e beleza. Apesar de tentar focar a sua relação na amizade, Anna não consegue evitar apaixonar-se. Contudo vemos a forma como ela se vai debatendo contra esses sentimentos pois ele está numa relação longa e duradoura com outra rapariga além de uma das suas amigas estar igualmente apaixonada por ele. São sentimentos confusos, fortes e explosivos que vamos vendo ao longo de toda a obra.

Etiènne é ambiguo, estando numa relação tensa não se consegue livrar da mesma por habituação, medo de ficar sozinho na fase dificil que atravessa na sua vida mas não conseguimos deixar de nos aperceber o fascínio que sente pela nova amiga.

Sthephanie Perkins escreve de uma forma deliciosamente refrescante, com uma linguagem jovem, acessível e por vezes divertida vemo-nos por mais de uma vez a relembrar-nos da nossa adolescência, da forma como tudo parecia uma catástrofe mesmo quando a solução mais simples estava mesmo diante dos nossos olhos. O facto de tudo parecer perdido e o mundo parecer um lugar estranho e confuso, quem não se recorda desses momentos dificeis? A autora consegui imprimir uma personalidade impressionante e fiquei verdadeiramente apaixonada por este livro. Espero ter a oportunidade de ver as outras obras da autora em Portugal, esta foi sem dúvida uma excelente aposta da Quinta Essência.

Sem comentários:

Enviar um comentário