Crónicas de uma Leitora: The Demon Lover, de Juliet Dark [Opinião]

domingo, 9 de junho de 2013

The Demon Lover, de Juliet Dark [Opinião]

The Demon Lover (Fairwick Chronicles, #1)^

Sinopse:

Since accepting a teaching position at remote Fairwick College in upstate New York, Callie McFay has experienced the same disturbingly erotic dream every night: A mist enters her bedroom, then takes the shape of a virile, seductive stranger who proceeds to ravish her in the most toe-curling, wholly satisfying ways possible. Perhaps these dreams are the result of her having written the bestselling book The Sex Lives of Demon Lovers. Callie’s lifelong passion is the intersection of lurid fairy tales and Gothic literature—which is why she’s found herself at Fairwick’s renowned folklore department, living in a once-stately Victorian house that, at first sight, seemed to call her name.
But Callie soon realizes that her dreams are alarmingly real. She has a demon lover—an incubus—and he will seduce her, pleasure her, and eventually suck the very life from her. Then Callie makes another startling discovery: Her incubus is not the only mythical creature in Fairwick. As the tenured witches of the college and the resident fairies in the surrounding woods prepare to cast out the demon, Callie must accomplish something infinitely more difficult—banishing this supernatural lover from her heart.

Opinião por Mafi:
29 dias. 29 dias, foi o tempo que demorei a ler este livro. Até poderia ser um prazo perfeitamente normal se o meu ritmo de leitura para ler um livro não fosse de 3 dias, no máximo uma semana.

"The Demon Lover" começa logo com um problema, nunca consegui perceber que género de livro era: romance paranormal? Fantasia urbana? Findada a leitura continuo sem perceber mas estou mais inclinada para a fantasia urbana pelo conjunto de elementos deste género que o livro apresenta.

Callie, chegada à vila de Fairwick é imediatamente atraída por um mansão onde dizem as más (e verdadeiras) línguas é habitada por um demónio. Demónio esse, objecto de estudo da dissertação de Callie. Só que este demónio não é um demónio qualquer, tem a particularidade de seduzir e produzir verdadeiras cenas eróticas...tudo através da mente! Aos poucos e poucos, apesar da relutância e das falhadas tentativas de resistir a este incubus, Callie começa a apaixonar-se por este diabo, de seu nome Liam. Antevendo-se uma relação complicada, acrescenta-se mais problemas a este romance proibido. 

A autora não se centrou só no amor da protagonista com o demónio e ainda bem senão era um livro só de cenas de sedução e sexo, pois é basicamente esse o efeito que o demónio tem na sua amada, apesar da relação evoluir lentamente, ao longo do livro. Mas também não gostei do rumo que a autora deu, tanto que acabei por perder-me na imensidão de personagens e pequenos enredos que se foram seguindo. Para começar com as personagens, perdi a conta quantas figuras a autora introduziu! E o pior é que nem todas eram humanas, a maioria destas eram também seres sobrenaturais como bruxas, vampiros, feiticeiros...enfim um rol de personagens com habilidades distintas e nomes estranhos. Mas não pára por aqui, se não bastasse as personagens, temos as várias narrativas: temos uma maldição, uma cidade muito misteriosa, a família de Callie e o próprio romance que a certa altura tenta ser um triângulo amoroso. Percebem a tremenda confusão? O livro acaba por ter um ritmo extremamente lento, com muito poucos diálogos e sem cenas de interesse. A própria protagonista é uma personagem difícil de simpatizar e mesmo tendo gostado do demónio, era-me difícil continuar com a leitura. 

O meu problema com o livro acabou por ser a densa informação que a autora colocou na obra. O livro acaba por ser páginas e páginas e páginas de texto corrido com a introdução de cenários místicos e personagens fora de série e chegou a uma certa altura que parecia que não saía dali: da introdução! Acabei por me fartar e ler o livro na diagonal, ficando a perceber muito pouco do que aconteceu mas também já nem me importava com nenhum plot. Apenas fiquei curiosa com o romance e depois de saltar algumas páginas cheguei ao fim, vejo que acaba de uma forma inconclusiva (ou fui eu que não percebi por ter saltado várias páginas) devido a ser o primeiro livro de uma trilogia (estando já o 2º volume publicado).

Foi uma leitura muito penosa, talvez a mais penosa do ano e que me tirou a paciência até ao limite! As personagens não me apelaram e o entrelaçamento de tantas histórias ainda dificultou mais o meu gosto pelo livro. É uma leitura que não recomendo, de todo! 




Sem comentários:

Enviar um comentário