Crónicas de uma Leitora: Opinião de “ A verdadeira história do Capitão Gancho” de P. D. Baccalario

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Opinião de “ A verdadeira história do Capitão Gancho” de P. D. Baccalario





Sinopse:

No dia 28 de abril de 1829, nasce uma criança que poderá vir a mudar o futuro da Inglaterra: é o filho ilegítimo do rei Jorge IV. Por este motivo, é afastado da corte e exilado para as Índias Orientais, levando consigo nada mais do que um relógio antigo, a sua única ligação com o passado. Mas, aos treze anos, James Fry - é este o seu nome - volta a embarcar num navio e inicia a sua carreira de pirata, que irá fazer dele o homem mais procurado do Império. A história conhece-o por "o jovem lorde", "o descalço", "o príncipe dos mares", mas poucos sabem que na verdade ele é… o Capitão Gancho.

Opinião da Helga
Adorei o livro. Acabei de o ler e fiquei com aquela sensação de vazio, ao mesmo tempo feliz e triste por ter terminado.

P. D. Baccalario conseguiu prender-me na narrativa com as aventuras de James Fry, desde do nascimento que “não aconteceu” até se tornar a lenda do Pirata de Peter Pan.

Desde o seu nascimento, a fuga da sua mãe para uma colónia Inglesa, o seu crescimento e amizade com a filha do Marajá, à sua fuga para os 7 mares...

Uma leitura fácil e apesar de se passar maioritariamente no sul do globo, em países e mares nunca por mim navegados, o autor conseguiu familiarizar facilmente e ainda abordar alguns tópicos interessantes como os Marajás, as divindades Hindus, os Piratas, Conspirações e Reis e Rainhas.

Esta é a história de um bastardo que poderia ter sido o herdeiro à "Coroa" e como uma conspiração acabou por o transformar num dos maiores Piratas de todos os tempos.

Aconselho vivamente a leitura sobretudo a quem goste de livros de aventuras, não esperem encontrar um Capitão Gancho das histórias do Peter Pan, mas sim um Capitão destemido e determinado, leal e inteligente, um filho amado, um homem aventureiro, um Capitão destemido, que por acaso também era um pirata.


Helga

1 comentário: