Crónicas de uma Leitora: Opinião de "Confissões de uma Suspeita de Assassino" de James Patterson com Maxime Pietro

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Opinião de "Confissões de uma Suspeita de Assassino" de James Patterson com Maxime Pietro


Para saber mais sobre o livro carregue aqui


Sinopse:
Malcolm e Maud Angel eram pais altamente exigentes. Quando são assassinados, a filha mais velha, de dezasseis anos, Tandy, torna-se a principal suspeita do crime. Nesse mesmo dia, ela decide descobrir quem é o verdadeiro assassino, ainda que seja ela própria ou um dos irmãos.
  Tandy é uma rapariga-prodígio, incrivelmente inteligente e com conhecimentos fora do vulgar. E agora também é herdeira de uma grande fortuna… Ela guarda muitos segredos, que regressam para a atormentar. Sente-se perdida, vítima da educação recebida dos pais. Mas não seria capaz de os matar… ou seria?
Um thriller emocionante e de leitura compulsiva, onde todos os segredos de Tandy, até os mais obscuros, são revelados. Quem sabe aquilo de que ela é, realmente, capaz?

Opinião da Helga

A familia Angel é estranha..
 O Pai, Malcolm, é um Químico muito inteligente e em conjunto com o seu irmão Peter, proprietário da Angel Pharmaceuticals. A mãe Maud é uma perita em análise de mercados financeiros tendo criado o seu próprio fundo de acções.
Os filhos Angel são  Hugo de 10 anos tem uma força excepcional e uma agilidade espantosa, Harry (Harrison) é dotado de uma sensibilidade extraordinária e com 16 anos é um pianista promissor, Tandy (Tandoori) é a irmã gémea de Harry, com o QI mais elevado da família é considerada a filha promissora, Katherine a filha falecida é a memória da beleza e por fim Mathew estrela da NFL - Liga Nacional de Futebol Americano. Todos os Angel são estranhos e todos são excepcionalmente inteligentes...

Quando Malcolm e Maud são encontrados mortos dentro do seu próprio quarto com toda a família em casa, todos os que lá estão são considerados suspeitos, inclusive Samantha, a assistente pessoal de Maud. A policia não encontra provas de que alguém tenha entrado lá em casa e suspeita dos Angels, na verdade, os próprios Angels suspeitam uns dos outros... Tandy compromete-se em descobrir quem é o assassino, seja ele quem for.

Mais uma vez James Patterson, numa escrita fluída e capítulos curtos, apresenta uma história extraordinária,  pela perspectiva de Tandy  que narra ao leitores acontecimentos, como se de uma conversa se tratasse em jeito de confissão, com alguns "flashbacks" do passado. Será possível um filho matar um pai?  

O que mais posso dizer sobre o livro? É excelente, um policial  com um pouco de ficção cientifica á mistura, diferente de tudo o que já tinha lido até à data, e até ao final a dúvida subsiste. Recomendo vivamente a sua leitura.


Helga

Sem comentários:

Enviar um comentário