Crónicas de uma Leitora: Um desastre maravilhoso, de Jamie McGuire [Opinião]

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Um desastre maravilhoso, de Jamie McGuire [Opinião]


Sinopse

BOA RAPARIGA
Abby Abernathy não bebe, não pragueja e trabalha muito. Abby acredita que está enterrada no nefasto passado, mas, quando entra no colégio, os seus sonhos de ter um novo começo sofrem um desafio numa noite.

MAU RAPAZ
Travis Maddox, sensual, bem-constituído e coberto de tatuagens é exactamente o que Abby precisa - e quer - evitar. Ele passa as noites a ganhar dinheiro num clube de combate e os dias no conhecido colégio Lothario.

DESASTRE IMINENTE?
Intrigado pela resistência de Abby ao seu charme, Travis entra na sua vida por uma aposta. Se perder, deverá viver em celibato durante um mês. Se Abby perder, terá de viver no apartamento de Travis por um período semelhante.

OU O PRINCÍPIO DE ALGO MARAVILHOSO?
De qualquer maneira Travis não faz a mínima ideia de que encontrou uma parceira de jogo à altura. Ou será o princípio de uma relação obsessiva e intensa que irá conduzi-los a um território inimaginável…

Opinião por Vera:

Comecei Um Desastre Maravilhoso bastante indecisa, se por um lado a sinopse me agradava imenso por outro nunca tinha lido nada neste estilo, New Adult, por isso decidi ir de mente aberta. Não me arrependi pois li-o em pouco mais de um dia e há um bom tempo que um livro não me prendia desta maneira.
O ritmo é alucinante tem sempre qualquer coisa a acontecer o que o torna altamente viciante, é quase impossível largá-lo e só pensamos quando iremos pegar nele de novo.
Vemos aqui a amizade, desencontros e amores de jovens universitários, somos apresentados ao estilo de vida em dormitórios, fraternidades e apartamentos que estes dividem e aos ambientes que frequentam.
Abby escolheu uma universidade longe da sua terra natal para fugir a um estigma que a atormenta desde os 13 anos e a sua melhor amiga America juntou-se-lhe nesta aventura pois são inseparáveis. O inicio deixa-nos logo expectantes, pois começa com um combate clandestino que as raparigas foram assistir com Shepley, namorado de America. O vencedor é, para não variar, Travis, primo de Shepley e um reconhecido bad boy. Este usa os combates para se sustentar na universidade e a sua reputação para coleccionar raparigas no sofá da sua casa, descartando-as assim que obtém o que quer. É por saber disto que Abby tenta manter a distância dele, contudo Travis está determinado em falar com ela e os dois tornam-se grandes amigos.
A partir daqui a relação deles está condenada a ter tantos altos e baixos e a dar tantas voltas que poderia sem dúvida ser comparada a cinco ou seis viagens na Olympia Looping (montanha russa).
Travis é quem mais vai mudando ao longo de todo o livro e chega a ter mesmo algumas atitudes possessivas e obsessivas mas é impossível não gostarmos dele. Apesar dos erros que ele vai cometendo conseguimos perceber as dúvidas, receios e problemas que o atormentam.
Abby também não é fácil, empenhada em fugir ao seu passado tem dificuldades em aceitar um relacionamento com alguém tão conflituoso e inconstante como Travis, tem por várias vezes atitudes que demonstram algumas dúvidas relativamente ao seu futuro amoroso.
Dizer que adorei é pouco, este livro prendeu-me desde o início, as personagens estão excelentemente retratadas, a ação é bastante rápida sem pontas soltas e sem pontos mortos. Só posso dizer que Jamie McGuire fez um excelente trabalho e espero que o segundo livro Walking Disaster (no original) seja publicado em Portugal brevemente pois irá dar-nos a versão de Travis da história.

6 comentários:

  1. Gostei muito da opinião!
    Li-o já a um tempo em espanhol e adorei, mas agora quero muito ler de novo em português. E também espero que o segundo livro (Walking Disaster ) seja publicado em Portugal, quero ler a versão de Travis :)

    ResponderEliminar
  2. ó pá, mas será que a minha lista de leituras não vai chegar nunca ao fim? lol
    Adoro livros que cativem desde o primeiro minuto ;)

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito da opinião!
    Li-o já a um tempo em espanhol e adorei, mas agora quero muito ler de novo em português. E também espero que o segundo livro (Walking Disaster ) seja publicado em Portugal, quero ler a versão de Travis :)

    ResponderEliminar
  4. Este é um daqueles livros que me chamou a atenção pela sua capa e pelo seu titulo... Depois lia sinopse e apartir desse momento soube simplesmente que o tinha que ler.
    Obrigado pela tua opinião que só veio reforçar aquilo em que acreditava...
    Só não gostei e saber que existe um 2º... Termina por aí certo?!? Não me posso dar ao luxo de mais uma Saga... loool:-)

    ResponderEliminar
  5. Eu já o li em português do Brasil e esta semana fiquei tão contente em descobrir que já existe publicada cá. Não vou descansar até o conseguir ter em mãos.
    Já espero ansiosa pelo segundo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Não sabia nada sobre este livro ou autor até ler a sua opinião.
    Tive de o comprar.
    As expectativas já eram grandes quando iniciei a leitura e não fiquei desiludida.
    Simplesmente adorei!
    Parabéns pelo vosso blog.

    ResponderEliminar