Crónicas de uma Leitora: Inveja de J. R.Ward [Opinião]

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Inveja de J. R.Ward [Opinião]


Para mais informações sobre Inveja de J. R. Ward clique aqui

Sinopse:

7 PECADOS MORTAIS…
Sete almas para salvar. Esta é a terceira.

Redenção não é uma palavra que Jim Heron conheça muito bem. A sua especialidade é a vingança e, para ele, o pecado é relativo. Mas tudo muda quando se torna um anjo caído e é incumbido da tarefa de salvar sete pessoas dos sete pecados mortais... e o fracasso não é permitido.
Enquanto filho de um assassino em série, o detetive de Homicídios Thomas Delvecchio, Jr., cresceu à sombra do mal. Agora, dividido entre o dever cívico e a vingança cega, vai expia os pecados do pai - lutando com os seus demónios interiores. Sophia Reilly, a agente dos Assuntos Internos encarregue de supervisionar Delvecchio, tem por ele um interesse tanto profissional como pessoal. E Delvecchio e Sophia têm outra coisa a uni-los: Jim Heron, um misterioso desconhecido com demasiadas respostas... a perguntas que são fatais. Quando Delvecchio e Sophia entram na batalha final entre o bem e o mal, o seu anjo caído salvador é a única coisa que se interpõe entre eles e a danação eterna.

Opinião: 

 
Depois do sucesso que a série da Irmandade Da Adaga Negra, J. R. Ward dá-nos a conhecer um outro lado do seu mundo já conhecido.
Inveja é o terceiro livro da série Anjos Caídos, Jim Heron procurava a sua vingança até ao dia em que se tornou um anjo caído e que lhe foi dada uma tarefa que a primeira não lhe agradou nem um bocado. Salvar sete pessoas dos seus sete pecados mortais.

Neste livro conhecemos a história de Thomas Delvecchio, que quando tinha dezassete anos encontrou a sua mãe assassinada pelo pai, vindo a saber que este era acusado de demasiados homicídios, descobriu desde então qual era o caminho deveria seguir. Tornou-se detective e vive para descobrir assassinos como o seu pai. No entanto isso não parece chegar, uma sombra ainda se apodera dela lembrando-o como as pessoas como o pai dele representam.

Delvechio vive , de certa forma, para fazer o bem e fazer-se justiça pelas mortes de muitos inocentes. Mas um dia, a consciência falha e ele vê-se com um verdadeiro serial killer morto nos braços, e sendo ele o único que estava presente teve que ser ele a ligar para os colegas e urgências. O seu plano era mesmo dar cabo dele, mas não se lembra de o ter mesmo feito.
Sophia Reilly trabalha nos Assuntos Internos e vê-se muitas vezes em frente a situações complicadas e quando recebe Delvecchio, quer que este não seja um caso demasiado complicado porque acredita piamente que ele está inocente, no entanto Delvecchio parece não ter tanto certeza.
Claro está que este será o casal do livro. Sophia é uma mulher forte, bonita e completamente independente, que acredita no seu trabalho e o faz com imenso prazer. Delvecchio tem algumas sombras e as suas atitudes não são explicáveis começam a preocupa-lo. Até que ponto chega a Inveja?

A escrita da escritora é tão fluída que quase nem nos apercebemos do final do livro. E este penso que tenha sido o melhor que li dela desta série. Cheio de sentimentos muito fortes e bem explorados e o casal também foi do melhor construído, a sua relação de um para com o outro é tão intensa e verdadeira que nos chegamos logo a eles. Perfeito e estou muito curiosa com o próximo.

Sem comentários:

Enviar um comentário