Crónicas de uma Leitora: Amor & Enganos, de Julia Quinn [Opinião]

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Amor & Enganos, de Julia Quinn [Opinião]

 

Sinopse:
Sophie Beckett tinha um plano ousado: fugir de casa para ir ao famoso baile de máscaras de Lady Bridgerton. Apesar de ser filha de um conde, ela viu todos os privilégios a que estava habituada serem-lhe negados pela madrasta, que a relegou para o papel de criada. Mas na noite da festa, a sorte está do seu lado. Sophie não só consegue infiltrar-se no baile como conhece o seu Príncipe Encantado. Depois de tanto infortúnio, ao rodopiar nos braços fortes do encantador Benedict Bridgerton, ela sente-se de novo como uma rainha. Infelizmente, todos os encantamentos têm um fim, e o seu tem hora marcada: a meia-noite. Desde essa noite mágica, também Benedict se rendeu à paixão. O jovem ficou até imune aos encantos das outras mulheres, exceção feita... talvez... aos de uma certa criada, que ele galantemente salva de uma situação desagradável. Benedict tinha jurado tudo fazer para encontrar e casar com a misteriosa donzela do baile, mas esta criada arrebatadora fá-lo vacilar. Ele está perante a decisão mais importante da sua vida. Tem de escolher entre a realidade e o sonho, entre o que os seus olhos veem  e o que o seu coração sente. Ou talvez não...

Opinião por Vera:

Sou aficionada por romances de época passados no período de regência, acho fabulosas as descrições sobre os bailes, as vestes, a maneira como falam, são livros geralmente mágicos como histórias de princesas e neste caso é mesmo. A base deste livro é a história da Cinderella e os pontos fundamentais estão lá todos contudo a autora é dona de uma perícia fenomenal conseguindo construir uma história maravilhosa em cima de algo já bastante conhecido.
Sophie é a nossa Cinderella, filha bastarda de um conde que após o falecimento do pai, que nunca a reconheceu mas tomou-a como protegida, é feita criada da sua madrasta e das suas duas filhas. Apenas Posy é boa para ela nunca a destratando contudo Rosamund e Araminda são maldosas obrigando Sophie a fazer o trabalho de três criadas sem qualquer remuneração. Quando são convidadas para um baile de máscaras a nossa protagonista consegue escapulir-se com a ajuda da governanta para uma noite de sonho. No dia seguinte é descoberta pela madrasta e posta na rua sem dinheiro ou ajuda.
Benedict Bridgerton procurou durante dois anos a mulher misteriosa que conheceu no baile de máscaras em casa da sua família, e que nem sequer o nome lhe disse, sem conseguir qualquer pista mas não consegue esquecê-la. Um dia tendo frequentado uma reunião viu-se forçado a salvar uma jovem criada do dono da casa e de dois amigos destes quando se preparavam para atacá-la. Resgata-a e leva-a consigo sem saber que finalmente as suas buscas tinham terminado.
A partir daqui o romance proibido nasce, a trama adensa-se e os segredos multiplicam-se. Com uma escrita fluía e leve, Julia Quinn escreve uma história fabulosa sobre um conto de fadas e até quem não gosta da Cinderella vai com certeza adorar este livro lindíssimo que me deixou uma vontade imensa de ler os restantes volumes desta série.

Sem comentários:

Enviar um comentário