Crónicas de uma Leitora: "A Estalagem de Rose Harbor", de Debbie Macomber [Opinião]

sexta-feira, 26 de abril de 2013

"A Estalagem de Rose Harbor", de Debbie Macomber [Opinião]


Para mais informações sobre o livro A Estalagem de Rose Harbor, clique aqui

Sinopse

Depois da morte do marido no Afeganistão, Jo Marie Rose procura refúgio em Cedar Cove, uma pequena cidade acolhedora à beira-mar. Decide comprar uma estalagem com uma vista encantadora e repousante e aí iniciar uma nova vida, repleta de paz. Mas esta nova vida reserva-lhe mais surpresas e agitação do que esperava, com a chegada dos seus primeiros hóspedes, Joshua Weaver e Abby Kincaid. Ambos oriundos de Cedar Cove, mas afastados há muitos anos por diferentes motivos, vão encontrar na Estalagem de Rose Harbor um porto seguro, onde conseguirão enfrentar o passado, sarar as feridas e reconciliar-se com os próprios medos, revoltas e desilusões.

Opinião de Cláudia Lé:

Este é o tipo de livro ao qual, facilmente dispensamos um marcador, e porquê? Simplesmente não o conseguimos fechar de tão bonitas e envolventes são as estórias que o compõem. Ler este livro deixa-nos as bochechas doridas, porquê? De tanto sorrirmos com ele, aquece-nos a alma, reconforta-nos como uma bela caneca de chocolate quente num dia de Inverno muito chuvoso. Provoca-nos comichão no nariz e arde-nos a garganta ao mesmo tempo que uma ou duas lágrimas teimosas, espreitam sob os nossos olhos! Para ficarem com uma ideia, iniciei a sua leitura às 22.00h e terminei às 01.29h, não o consegui fechar, não consegui sequer pensar em colocá-lo na mesa de cabeceira para terminar de ler hoje, precisava numa urgência cega, saber o que se íria passar com Jo Marie, com Joshua e Abby, precisava de compreender os seus lutos e descobrir, se iniciariam finalmente o processo de cicatrização.

Para quem tenha dúvida em ler o livro faça o que eu costumo fazer, leia o 1º capítulo. A escrita da autora, mais uma vez repito-me, é fluída, mas fluída na verdadeira aceção da palavra, de tal forma que a dada altura sentimos-nos transportados para Cedar Cove, a viver naquela estalagem maravilhosa, a conviver com os seus habitantes. Os personagens estão muito bem estruturados, por vezes ficamos com a nítida sensação que os conhecemos ou que simplesmente, gostaríamos de os conhecer.

Relativamente à estória, o livro fala de Jo Marie Rose que, de luto pela perda recente do marido, compra num impuldo uma estalagem. Os primeiros hóspedes são Joshua que, apesar de ter vivido até à adolescência em Cedar Cove, tem alguma reluntância em lá voltar para tratar dos cuidados paliativos de seu padrasto, com quem sempre teve uma relação muito conflituosa. Por outro lado deparamos nos com Abby, também ela antiga residente de Cedar Cove. Esta personagem ainda tem uma maior relutância em regressar à localidade devido a um acidente que havia, de alguma forma condicionado, num passado há muito distante. Não me quero exceder pois não gosto de encontrar spoilers nas opiniões de livros mas realmente estas três personagens são, cada um à sua maneira, peças chave para o desenrolar do livro. Temos ainda Mac, um género de «faz-tudo» com quem vai estabelecer uma relação de «cão e gato» com Rose... espero em ânsias pela volume 2 e saber o que se irá passar entre estes dois.

Fiquei muitíssimo contente por saber que o livro tem seguimento, esta madrugada só não liguei o portátil para ter esta certeza porque este se encontrava no quarto e o marido encontrava-se a dormir. Debbie Macomber será uma autora a seguir, em termos de comparação acho-a entre Dorothy Koomson e Jill Mansell, faz-nos chegar às lágrimas tanto ao nível da tristeza como da alegria.

Recomendo a sua leitura, enrolada num sofá, com uma bela tablete de chocolate para os momentos em que as lágrimas tendem em aparecer!

3 comentários:

  1. ola:)
    gostei do comentario, tenho na lista de compras, e sim é uma série
    bjs

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Susana, espero que goste tanto dele quanto eu!

    ResponderEliminar
  3. Assim que li a sinopse este livro deixou-me totalmente arrebatada! Depois da tua opinião... bolas, tenho mesmo, mesmo, mesmo que ler :-)
    Bjs

    ResponderEliminar