Crónicas de uma Leitora: [Opinião] Myriad de Mona Hanna

segunda-feira, 4 de março de 2013

[Opinião] Myriad de Mona Hanna

Autor:
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 102
Editor: Createspace
Sinopse:
 
Após a trágica perda da sua mulher e do seu filho, Markwin Myriad começou a atormentar a família real de Prentor. Por 18 anos, ele impiedosamente matou pessoas no castelo no dia do aniversário da princesa. Mas este ano, ele não estava a estabelecer para os funcionários ou guardas. Ele ia matar a família real. Um grupo de bruxos e bruxas ia detê-lo, mas um jovem recém-chegado, Kalin, estava a provocar mais problemas ...

Kalin negou a sua magia há anos, mas de repente vê-se numa batalha com um dos bruxos mais poderoso que algumas vez existiu. Ele tem que enfrentar coisas sobre si, que nunca conheceu, para tentar salvar a família real do assassinato. Com os seus novos amigos a ajuda-lo, e um novo amor encantada por ele, ele pode parar o derramamento de sangue que ai vem? Será que ele vai sobreviver a luta da sua vida?

Opinião:

Num mundo onde a magia era proibida, conhecemos Kalin que tenta a todo o custo reprimir as suas habilidades mágicas e por isso mesmo refugia-se para se encontrar com a sua vida.
Nesta busca Kalin “tropeça” em Myriad é um bruxo super poderoso que procura a vingança contra a família real, pela qual tem vindo a matar.

Eu gostei muito do romance que o envolve, a busca de Kalin que tenta controlar os seus poderes mágicos e o seu pequeno relacionamento com Regina foi algo criado e escrito capaz de soltar o lado mais romântico de qualquer um.
Talvez com uma história base que se chamaria de cliché, Mona Hanna consegue transformar numa leitura muito agradável e misteriosa embora por vezes seja previsível o que irá acontecer no decorrer da história. E vi-me muitas vezes ligada com Kalin que apenas tinha 18 anos e vê-se a ter que enfrentar muita coisa, principalmente Myriad.
O livro foi realmente muito rápido, toda a narrativa passa-se basicamente em uma ou duas semanas, mas no entanto a história é muito boa e bastante coerente, não me fez sentir que tenha um ritmo muito acelerado, mesmo só com as 92 páginas.
Uma escrita muito fluída, com uma excelente atenção ao detalhe e à acção.

________________________________________________________________
Synopsis:
After the tragic loss of his wife and child, Myriad Markwin began tormenting the Royal family of Prentor. For eighteen years, he'd mercilessly killed people in the castle on the Princess' birthday. But this year, he wasn't settling for servants or guards. He was going to kill the Royal family themselves. A group of warlocks and witches was out to stop him, but a young newcomer to them, Kalin, was proving the most trouble...

Kalin has denied his magic for years, but suddenly finds himself in a battle with one of the most powerful warlocks that has ever lived. He has to face up to things about himself he never knew, to try and save the Royal family from murder. With his new friends helping him, and a new love enchanting him, can he stop the coming bloodshed? Will he survive the fight of his life?

Opinion:
In a world where magic is forbidden, we met Kalin, who tries at all costs to repress his magical abilities and refuges to understand his own life.
In this search Kalin "stumbles" with Myriad, a super powerful warlock who seeks revenge against the royal family, which has been killing.

I really enjoyed this novel. Involves the search of Kalin, who is trying to control his magical powers, and his relationship with Regina. The novel was created and written  being able to drop the more romantic side of anyone.
Maybe the story is a little cliché, but Mona Hanna can turn it into a very enjoyable
and mysterious reading , although sometimes it is predictable what will happen in the course of history. I found myself often linked with Kalin who was 18, and see itself having to face a lot, especially Myriad.
The book was really fast, the whole narrative is basically in a week or two, yet the story is very good and very consistent, did not make me feel that would be hasty, even with only 92 pages.
A written very simple and fluid, with excellent attention to detail and to the action.

Sem comentários:

Enviar um comentário