Crónicas de uma Leitora: [Opinião] Direitos de Sangue de Kristen Painter

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

[Opinião] Direitos de Sangue de Kristen Painter

 Autor: Kristen Painter
Edição/reimpressão2013
Páginas: 376
Editor: Lua da Papel
Sinopse:
Chrisabelle esconde no corpo as marcas douradas e os segredos das comarré - uma raça especial de humanos criada para alimentar a elite de vampiros nobres com o seu sangue rico e poderoso. O destino dela está traçado desde sempre: servir incondicionalmente o seu patrono. Mas quando este é assassinado, a vida de Chrysabelle muda por completo. Finalmente pode ser livre, um sonho que nunca se permitira ter e que depressa se transforma num pesadelo. Ela é a principal suspeita do crime e do roubo de um anel mágico. O anel que a ambiciosa Tatiana está decidida a recuperar, custe o que custar. Chrysabelle atravessa o Atlântico para provar a sua inocência, e nesta demanda o seu caminho cruza-se com o de Malkolm, um poderoso e irresistível vampiro que foi renegado e alvo de uma maldição. Ambos tentam combater a inegável atração que os une. Mas o tempo urge. Ambos têm de unir esforços para travar os planos de Tatiana, que pretende acabar com o mundo tal como eles o conhecem e fundar um reino de trevas. Direitos de Sangue é o primeiro volume da série Casa das Comarré e um best-seller internacional.

Opinião: 


Quando vi este livro sabia que o tinha de ler, não pela sinopse mas sim pela capa é linda, claro que o facto de ter gostado subiu uns pontinhos bem bons.

Chrisabelle nasceu num comarré, uma raça de seres humanos que servem para servir os vampiros mais poderosos. Após a morte do seu patrono, Chrisabelle é acusada de o ter matado para ficar livre, coisa que ela nunca sonhou poder ser. Mas não é a única coisa de que ela é acusada de fazer,para além de dizerem que ela matou o patrão, acusam-na de ter roubado o anel mágico.
Para provar a sua inocência, Chrisabelle terá que descobrir quem matou e quem roubou, para poder ser livre e salvar de certa maneira o mundo mortal. Pois Tatiana, está decidida a recuperar o anel custe o que custar para afundar o mundo mortal nas trevas.
Comarré são seres criados para servir com o sangue para os vampiros poderosos, oferendo estes em retornos uma vida longa e completamente mimada. Seres que possuem uma habilidade no mundo da magia e são caracterizados por terem marcas de ouro a preencher partes do corpo. Mas Chrisabelle apesar de ser uma mimadinha como o resto da raça, ela não se deixa ficar e aventura-se no mundo mortal e explora muito o mundo vampírico, o que é muito bom para que eu mesma percebesse como funciona o mundo, já que somos introduzidos directamente nele no inicio do livro.
Neste mundo conhecemos também o Malkolm, um vampiro com uma maldição que inexplicavelmente sente-se atraído por Chrisabelle e vice versa, claro.

Malkolm, foi uma personagem que gostei bastante, apesar de ter altos e baixos, mas acho que é mesmo dele. Achei a sua maldição interessante, e as suas vozes interiores bem construídas, a ideia em si para a personagem agradou-me muito. Tal como Chrisabelle foi uma personagem interessante e forte, claro, e sua tensão sexual é algo notório.

Acho que é um livro para os admiradores da Fantasia pura, que gostam de explorar novos mundos criados. Eu pessoalmente gostei, pois gosto deste género da fantasia.


Sem comentários:

Enviar um comentário