Crónicas de uma Leitora: Perdida de Mo Hayder - Opinião

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Perdida de Mo Hayder - Opinião


 Autora: Mo Hayder
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 396
Editor: Europa-América
Coleção: Crime Perfeito

Sinopse:
Um novo caso para o inspector Jack Caffery.
Anoitece quando o inspector Jack Caffery chega para falar com a desesperada vítima de car-jacking.
O que lhe é dito deixa-o horrorizado. O automóvel foi levado à força. E no banco traseiro havia um passageiro. Uma menina de onze anos que ainda não foi encontrada. O assaltante não demora muito a entrar em contacto com a Polícia. E Caffery tem cada vez mais a certeza de que ele está a planear roubar outro automóvel. E outra criança.
Quem é o assaltante? Como é que ele escolhe as suas vítimas? E — mais importante que tudo — conseguirá Caffery encontrar a criança? Antes que seja tarde de mais…

Opinião:
O primeiro livro que li desta autora e devo dizer que amei. Embora tenha percebido que há uma história precedente o mesmo não incomodou a minha leitura desta vez (tive esse problema com o Booth). Fiquei completamente envolvida e a maior parte das vezes sentia como se estivesse a ver um episódio do CSI ou um filme de acção. Mo Hayder tinha-me sido recomendada pelos seus livros com descrições de assassínios violentos e passagens fortes e perturbadoras, contudo esta obra debruça-se mais numa vertente psicológica igualmente forte e poderosa mas sem a violência que a caracteriza. Ao invés de termos um policiais deparamo-nos com um thriller.
A história gira à volta de um carjacking, em que o assaltante supostamente rapta uma criança sem se aperceber que ela está no carro. É aqui que entra Caffery e a sua equipa que fazem de tudo para encontrar a menina antes de se passar as primeiras 24h tão importantes para a encontrar viva, contudo o raptor envia uma carta, perturbadora e que mostra um lado bastante obsessivo e que leva a polícia num caminho diferente do inicial.
Temos um narrador omnisciente que se transporta entre todos os acontecimentos excepto do raptor. Mais ou menos a meio do livro eu já tinha a minha desconfiança e que se provou certa, até porque a acção entra numa espiral crescente de ação mas não tem uma reviravolta final, atingindo o seu climax pouco antes do fim.
 A relação de Caffery e Flea Marley é intensa e bastante intensa e percebemos que temos mesmo de ler os livros anteriores desta série para perceber o que se passa entre eles porque até a sua história é demasiado interessante para ser deixada de lado.
A escrita de Mo Hayder é tão fluída que a sua leitura é extremamente fácil e envolvente. Todos os acontecimentos têm motivos e conseguimos ir aos poucos ligando todos os pontos. Confesso que fiquei fã desta autora e quero mesmo ler os outros livros.

Sem comentários:

Enviar um comentário