Crónicas de uma Leitora: [Balanço 2012] - Elizabete

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

[Balanço 2012] - Elizabete

Hoje é o meu dia de fazer o balanço das minhas leituras em 2012, o que já vem um bocado tarde, mas vem a tempo. Antes que me eu diga qualquer coisa, espero que saibam que só retomei o hábito da leitura em Maio, e mesmo nessa altura não me sentia completamente estimulada a ler. O facto de ter entrado na blogosfera literária ajudou-me a mudar este meu mau hábito.

Livros Lidos - 23

Lembram-se da parte em que disse que só retomei os hábitos de leitura em Maio? Pronto, este valor destoa do coro magnífico dos restantes elementos do grupo daqui do blogue, mas está justificado. É uma coisa que vou mudar em 2013, porque 23 é um número extremamente vergonhoso para mim.

Autores Novos 

Não faço ideia de quantos autores novos li em 2012, mas sei que este ano encontrei alguns autores que foram para a lista dos preferidos. Estão nesta lista Tess Gerritsen, George R. R. Martin e Stieg Larsson. No que toca a autores portugueses, li alguns, sim, e o que mais me surpreendeu foi Pedro M. Rodrigues. Estes são autores que certamente irei continuar a acompanhar o trabalho (bem, o Stieg Larsson não, mas vocês perceberam).

Em relação aos géneros literários os policiais continuaram na frente. Li óptimos policiais, em 2012. Mais para o final do ano, comecei a experimentar embrenhar-me mais no fantástico, que é o meu segundo género preferido. Senti uma necessidade de mudar. Este ano tentarei experimentar ainda mais coisas novas

No que toca a compras, diria que foi a loucura. Antes de 2012, eu não sabia que se vendiam livros em segunda mão. Esta é a vergonhosa verdade. E quando descobri este novo mundo, foi abrir os cordões à bolsa e ver o dinheiro a sair. Não faço ideia de quantos livros comprei, mas sei que foram muitos. Mais uma coisa a modificar em 2013.

Os melhores do ano:

- Os Homens Que Odeiam as Mulheres, de Stieg Larsson
- Jogos da Fome, de Suzanne Collins
- O Cirurgião, de Tess Gerritsen
- A Guerra dos Tronos, de George R. R. Martin

É um top pequenino, mas só com 23 leituras, não se pode pedir mais.

Ora, e assim terminou 2012. Foi um ano que me trouxe experiências novas, pessoas novas e um mundo novo. Foi um ano que me abriu portas para novas oportunidades de leitura, oportunidades essas que não vou desperdiçar em 2013.
Espero reduzir a pilha de livros por ler em 2013, embora saiba que isso nunca vai acontecer. Por isso, que nunca me faltem livros, nem vontade de ler :)

Feliz 2013 :)

Elizabete


1 comentário:

  1. Ai quando eu descobri que se vendiam livros em segunda mão também foi uma desgraça, muitas vezes apeteceu-me voltar atrás e bater em mim própria por ir comprar na livraria lol.
    Apesar de teres lido poucos leste bons livros e isso é que importa :D

    ResponderEliminar