Crónicas de uma Leitora: [Opinião] O sedutor de Madeline Hunter

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

[Opinião] O sedutor de Madeline Hunter

 Autor: Madeline Hunter
Edição/reimpressão: 2012
Páginas:368
Editor: ASA

Sinopse:
Diane Albret é órfã e passou a maior parte da sua vida num colégio interno. Sem mais família, está habituada a receber apenas uma visita: Daniel St. John, o seu irresistível tutor. Ao longo do tempo, ele visitou-a sempre uma vez por ano. Mas o seu mais recente encontro reserva-lhe uma surpresa: Daniel esperava encontrar uma menina e Diane é já uma bela e carismática mulher. Ele aceita retirá-la da clausura do colégio e levá-la consigo para Londres. Porém, ambos têm planos que preferem manter em segredo. Diane está decidida a descobrir o que se passou com a sua família, que nunca chegou a conhecer. Só Daniel pode revelar o que ela tanto deseja saber, mas ele tudo fará para que o passado permaneça secreto, pois os seus efeitos representam uma ameaça fatal para a vida de ambos. Por seu lado, Daniel está subtilmente a usar a inocência da sua protegida para uma vingança que planeia há mais de uma década. Mas a crescente proximidade entre ambos ameaça dificultar-lhes os planos e, pouco a pouco, eles apercebem-se de que têm mais em comum do que julgavam. Poderá um novo amor triunfar sobre ódios antigos?

Opinião:



Daniel St.John é homem rico, que é uma espécie de guardião da órfã Diane, que está “presa” numa escola para meninas na França e este a visita uma vez por ano. Até ao dia que quando a visita ela já não é a criança que vê na visita anterior mas sim já uma bela e carismática mulher. E por isso decide retirá-la do colégio, levando a apresentar a sociedade Francesa, e posteriormente a Londrina.
Já Diane, farta de estar dentro do colégio arranja uma artimanha para que quando Daniel a for ver, o convencer a leva-la com ele para Londres, para que desta maneira ela possa saber alguma coisa sobre a sua verdadeira família e sobre o que ela é e quem é e como Daniel se tornou o seu guardião.
Tudo isto é enorme quebra cabeças bem organizado por Daniel, desde a educação da Diane, a esta ser apresentada a sociedade, tudo não passa de uma vingança dele para determinadas pessoas.
Assim Daniel é uma personagem muito escura, mas muito forte, com um esquema bem preparado e grandioso mas bastante admirável, com a sua vingança pessoal.
Diane já é mais pacifica, e tem só o objectivo de se conhecer, e saber do vazio interior que a faz sentir-se sozinha no mundo.
Claro está que estes dois personagens muito diferentes têm um certo romantismo, característico dos livros de Madeline Hunter. Onde impera a luta de ambos para com as suas metas, e as descobertas que eles fazem não só com o seu objectivo mas também pelo que sentem um pelo outro, o amor e a felicidade.
Eu adorei-a, como adoro a maior parte dos livros da Madeline, falando das suas próprias visões politicas da França com a Inglaterra, tudo o que leva a uma vingança e todas as situações que ela cria. Uma boa história com um lado mais negro, mas delicioso.

Sem comentários:

Enviar um comentário