Crónicas de uma Leitora: "A Via do Guerreiro", de Chris Bradford - Opinião

sábado, 29 de dezembro de 2012

"A Via do Guerreiro", de Chris Bradford - Opinião



de Chris Bradford
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 288
Editor: Quidnovi

Sinopse
Agosto de 1611. A embarcação onde viaja Jack Fletcher naufraga junto à costa do Japão - e o seu querido pai e toda a tripulação são massacrados por piratas ninja. Salvo pelo lendário mestre de esgrima Masamoto Takeshi, a única esperança de Jack é tornar-se um guerreiro samurai. E, assim, começa o seu treino... Mas a vida numa escola de samurais é uma luta constante pela sobrevivência. Mesmo com a fiel Akiko do seu lado, Jack é perseguido por brutamontes e tratado como um proscrito. Com coragem no coração e a espada erguida bem alto, poderá Jack mostrar o seu valor e enfrentar o seu mais mortífero rival?

Opinião:
Aventureiro. Épico. Vivo.
Este é um livro destinado a um público jovem, ou jovem-adulto. No entanto, creio que possa ser lido por todos.  Tem o dom de nos transportar facilmente para uma outra Era, uma nova realidade, uma cultura em tudo diferente da nossa. Trata-se de uma aventura, sim. Mas de uma aventura na qual muitas características do Homem se tornam evidentes. Perseverança, capacidade de adaptação, simplicidade, coragem, curiosidade são algumas das qualidades que fazem com que a personagem principal viva uma história fantástica, cheia de adversidades, mas feliz. Através de 'A Via do Guerreiro' captamos o espírito enraizado no povo japonês assim como o espírito empreendedor dos europeus daquela época. Imperdível para quem gosta de sentir algo que nunca experimentou.  

Sem comentários:

Enviar um comentário