Crónicas de uma Leitora: "O Chacal", de Frederick Forsyth - Opinião

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

"O Chacal", de Frederick Forsyth - Opinião


 

Autor: Frederick Forsyth
Edição/reimpressão: 1998
Páginas: 352
Editor: Livros do Brasil
 
Sinopse:
O Chacal é um thriller acerca de um assassino profissional contratado pelo OAS, um grupo terrorista francês activo na década de 60, com o intuito de pôr termo à vida de Charles de Gaulle, presidente da França na data.
 
Opinião:
Minucioso. Coerente. Hipnótico.
Em 'O Chacal' é possível ler situações a que não temos acesso, a pensamentos que não ligamos no dia-a-dia e a estados de alerta e antecipação que nunca passaria pela cabeça de um cidadão normal.
Neste livro é descrito todo um processo de recrutamento, preparação e execução de um assassino altamente qualificado. Em 'O Chacal' tudo faz sentido e nele entendemos o motivo pelo qual existe gente habilitada a cometer atentados de forma tão eficaz. É aqui que percebemos a razão pela qual existem crimes que nunca serão descobertos.
Durante a ficção não existem pontas soltas nem actos por justificar.Trata-se de um livro exímio na acção e impecácel na descrição.
Aconselho a todos os que gostam de conhecer mundos obscuros.

2 comentários: