Crónicas de uma Leitora: "Corações sem Dono" de Lucy Dillon

sábado, 29 de setembro de 2012

"Corações sem Dono" de Lucy Dillon

Corações Sem Dono

Sinopse:


Histórias de solidão, amor e recomeços ou como cachorros abandonados podem salvar corações solitários.

A londrina Rachel de trinta e nove anos descobre que tudo na vida pode dar uma volta enorme quando e como menos se espera.
Tudo começa num momento conturbado: na mesma semana Rachel perde o namorado, o emprego, descobre o primeiro cabelo branco e é acusada pela irmã de ser egoísta por se ter esquecido do aniversário do sobrinho.
Como se não bastasse de repente tem de se mudar de Londres para uma pequena cidade de província, no fim do mundo, onde uma tia lhe deixou em herança um canil a abarrotar de cães, uma casa enorme e uma montanha de dívidas.
Mas nem tudo é o que parece e nem só de problemas se fará este novo percurso de Rachel; graças aos amigos de quatro patas, muitos corações solitários vão descobrir valiosas lições sobre lealdade, companheirismo e amor incondicional.

Opinião:

Desde que este livro saiu no ano passado que tive curiosidade em lê-lo! Adoro animais domésticos e gosto principalmente de ler sobre relações entre humanos e animais e lendo a sinopse este livro pareceu-me o ideal. Digo já que a sinopse engana um bocado pois eu estava à espera de o livro se focar apenas na Rachel, uma mulher trintona que se vê sozinha a gerir um canil e uma casa cheia de dívidas, ambos deixados pela sua tia Dorothy, uma grande admiradora de cães. O livro não é apenas isto, é muito mais do que aparenta. Neste livro temos um retrato fiel de como os animais são os melhores amigos do Homem e de como estes seres de quatro patas, sempre adeptos a brincadeiras podem dar grandes lições de vida. 

De todas as histórias se entre-ligam em si, a que mais me tocou foi a do casal Johnny e Natalie, no seu desespero por engravidar, nas tentativas falhadas, na máscara de felicidade que tinham de mostrar quando alguém lhes contava que estava grávida, e isso aconteceu quando Rachel engravida inesperadamente de George, o veterinário do canil. Foi de partir o coração quando as duas se encontram a Rachel simplesmente não consegue esconder que está à espera de um filho. A chegada de um cão, Bertie irá deixar o casal mais animado neste momento tão difícil. Também simpatizei com Zoe mas apenas em vários momentos, houve alturas em que me irritou pois deixava-se levar por tudo e por nada não se sabendo impor! Refiro-me às artimanhas do ex-marido. Não obstante isto, gostei do seu retrato como mãe e de tentar perceber como os filhos estavam abalados com o divórcio dos pais. Claro que o labrador Toffee irá ser uma companhia para Zoe, nos fins de semana em que os filhos estão com o pai. Quanto a Rachel, gostei dela! Vê-se abalada por ter terminado um relacionamento de dez anos com um homem casado e pela morte da sua tia mas irá encontrar em Gem, um simpático cão a companhia e lealdade que precisa neste momento de solidão.

Nao há que enganar: neste livro os verdadeiros protagonistas são Gem, Bertie e Toffee que têm uma nova esperança de serem amados e irmão ajudar as três mulheres a encontrarem o caminho para a felicidade!

Foi uma leitura bastante agradável, amorosa e ternurenta. Não tenham medo de ler pois ninguém morre no fim do livro ;) 

1 comentário: